O Preconceito com o Nintendo Wii

Sempre fui um grande fã de jogos eletrônicos, porém nunca tive o console da geração. Estou sempre uma ou duas gerações atrasado. Quando lançaram o Super Nintendo (lá na década de 90), eu tinha um Master System. Quando lançaram o primeiro PlayStation, eu consegui adquirir um Super Nintendo velho. Após alguns anos, com a chegada do PlayStation 2, comprei meu PlayStation (tijolão) usado. Foram mais alguns anos para a chegada do PlayStation 3, e mesmo assim ainda demorei um tempo pra conseguir um PlayStation 2 (também usado). E agora, com a chegada da nova geração, tomei vergonha na cara e comprei meu primeiro console Zero Km, um NINTENDO WII.

 

nintendo-wii-black-edition

Nintendo Wii – Black Edition

 

Antes de mais nada, aviso que já fui alvo de críticas por parte de alguns amigos e conhecidos por comprar um Nintendo Wii ao invés de adquirir um PS3 ou um Xbox360, e estou escrevendo isto exatamente para justificar minha escolha e quem sabe também ajudar aqueles que querem investir em um console e estão com dúvidas.

 

O título do post já fala tudo. Há muito preconceito com os consoles da Nintendo ultimamente. Quero, a partir da minha escrita, derrubar o máximo possível do preconceito que vejo. Vou avaliar os pontos positivos e negativos do console de forma não muito imparcial, porém acredito que isto seja necessário para defender meu ponto de vista. Prontos? Vamos lá então.

 

wii-sports-tenis-graficos

Quesito 1 – Gráficos

Primeiramente vou abordar um dos pontos mais críticos da minha defesa ao Nintendo Wii. Os gráficos do console são relativamente fracos se comparado com os outros consoles da geração dele, porém a Nintendo em nenhum momento disse que estava entrando para competir neste quesito. A empresa sempre deixou claro que o foco dela é a diversão, e nisso ela é campeã. Sou do tempo que 16 bits era o máximo, portanto não fiquei nem um pouco decepcionado por não conseguir ver os mínimos detalhes da pele do meu personagem em “MIB – Alien Crisis” (que estou jogando atualmente). O gráfico é bom ao ponto de não atrapalhar a jogabilidade (no caso de busca por itens ou detalhes em uma cena), e isso para mim é suficiente. E tem mais: tenho um bom computador para jogos. Os gráficos nele ficam melhores que um PS3 ou um Xbox 360.

 

nintendo-wii-jogos

Quesito 2 – Títulos

Todos consoles tem títulos excelentes em exclusividade, e no caso do WII não é diferente. Se por um lado eu só posso jogar ‘Gears of War’ num Xbox ou ‘Grand Turismo’ num PlayStation, por outro eu só posso jogar Super Mario, Donkey Kong, Zelda,Pokemon, (…) num Nintendo WII. Posso jogar títulos que substituem de maneira semelhante os exclusivos da Microsoft e da Sony, mas não há títulos que se aproximem dos clássicos exclusivos da Big N. Portanto se você está com medo da variedade de títulos que encontrará para o Wii, pode ficar tranquilo que este não será um problema. Infelizmente já pararam de fabricar novos títulos para o console, porém ainda assim há uma grande quantidade de excelentes títulos disponíveis à venda.

 

nintendo-wii-jogabilidade

Quesito 3 – Jogabilidade

O Nintendo WII foi revolucionário para a sua geração neste quesito. A ideia de jogar à partir de movimentos foi uma inovação rapidamente copiada pela Microsoft e pela Sony, porém o pioneiro sempre será lembrado como tal. Vale ressaltar que o PS Move (controle por movimentos da Sony) não vingou, e o concorrente Kinect da Microsoft é hoje extremamente forte. Nos dois casos, são peças vendidas separadamente do console, havendo a opção de compra do console já com a peça, porém aqui o valor é maior, obviamente. Na compra de um Nintendo WII, o leitor dos movimentos vem junto com o console, evitando um gasto a mais. Em discussões sobre os casos, ouvi um argumento defendendo o Kinect que apelava para a “não necessidade de um controle”, bastando se mover livremente na frente do sensor. Realmente, com o Nintendo WII uso do WiiRemote é obrigatório, o que não acontece com o Kinect. Não há, no Xbox, um controle para executar os movimentos, o seu próprio corpo é o controle. Achei muito interessante a ideia, porém ao observar pessoas jogando com o Kinect senti falta de algo para “manipular” as ações em jogos. O realismo é o principal objetivo da leitura de movimentos, e não senti isto com o Kinect, exatamente por não ter um controle físico nas mãos para executar as ações. O bom do Nintendo WII é que, na maioria dos jogos, preciso executar os movimentos combinados com algum botão do WiiRemote pressionado (como por exemplo em jogos de tiro onde a mira se dá através do movimento e o disparo é feito através de botões, como se estivesse realmente segurando uma arma e apertando o gatilho), e este realismo é aumentado se possuirmos a Wii Zapper (acessório vendido separadamente, não obrigatório para o divertimento).

Acredito eu que aqui, mesmo o Kinect copiando e “melhorando” a tecnologia, ainda é mais divertido e realista a jogabilidade com o sensor do Nintendo WII.

 

nintendo-wii-valores

Quesito 4 – Valores

Entre os consoles, o Nintendo WII é o mais barato (ou talvez menos caro). O valor dos consoles no Brasil são extremamente altos, devido é claro à alta taxa de importação e carga tributária do país, mas mesmo assim o Nintendo WII ainda ganha essa disputa.

Se verificarmos entre os valores de jogos, os preços estão bem semelhantes. Raras exceções são games raros que elevam seu preço, mas em geral todos ficam na faixa dos 70 ~ 150 reais, em lojas de confiança. Consegue-se mais barato tentado importar, porém este processo é passível de taxas na alfândega, o que pode deixar o jogo com o mesmo valor que se comprado por aqui.

 

O Nintendo WII não possui um canal online pago no estilo “LIVE” para o Xbox, e os canais online que possuem são bem simples, a maioria gratuito. Há opção para aquisição de WII Points, que podem ser trocados por jogos oficiais da Nintendo (baixados diretamente na memória do console ou então no cartão de memória), além de jogos clássicos de outros consoles da Big N., como versões do Mario para NES, Nintendo 64, etc… Cada 1000 pontos custa em média 10 dólares, e cada jogo pode variar de 500 à 2000 pontos. Alguns canais do WII estão sendo desativados com o passar do tempo, e somente videogames bloqueados (originais) podem acessar os canais que ainda estão ativos. Para “piratear” jogos, apenas através de HD externo ou pen drive, já que as últimas versões do console são bloqueados para mídias físicas falsificadas. (Leia mais sobre minha opinião à respeito do desbloqueio mais adiante neste post)

 

nintendo-wii-multimidia

Quesito 5 – Reprodução Multimídia

O WII perde feio, e nessa eu não tenho como tentar defendê-lo, quando o assunto é reprodução multimídia. Ele, originalmente, não lê CD’s, DVD’s e muito menos discos Blu-Ray. Há hacks instaláveis para que ele possa ler algumas destas mídias, porém não funciona com 100% de eficácia, o que pode gerar mais dor de cabeça do que comodidade. Há slot para cartão SD, mas serve apenas para armazenar fotos (visualizáveis no console) e games (baixados com seus Wii Points)

A conectividade online é comum, via wireless, e a navegação é extremamente desconfortável na minha opinião (assim como em qualquer aparelho que não possua um teclado físico). Há duas portas USB (isso depende da versão do seu console) que servem para conectar pen drives, HD’s externos ou algum conector extra para alguns games (tenho o Tony Hawk Shred que utiliza um conector via USB para sincronizar o board-controller).

Há, para finalizar, a possibilidade de baixar o aplicativo para NETFLIX, onde basta fazer seu login e assistir aos seus filmes e seriados pelo próprio WII.

 

nintendo-wii-desbloqueio

Quesito 6 – Desbloqueio

Agora entramos em um quesito polêmico. Não incentivo a pirataria, que fique bem claro, mas o desbloqueio de um Nintendo WII via software é extremamente simples. Há lojas do gênero que cobram entre 50 e 150 reais para executá-lo, porém com um pouco de conhecimento e boa vontade dá para executar em casa mesmo, em menos de 15 minutos. Há diversos tutoriais na internet que ensinam à fazê-lo, mas deixo minha opinião (completamente pessoal): não vale a pena.

Concordo plenamente que os jogos tem valores altos e que nem sempre podemos pagar o que pedem por eles. De qualquer forma, sempre há opções para compra em sites como Mercado Livre, onde os vendedores fazem preços bem mais em conta que grandes lojas. E até mesmo estas grandes lojas fazem boas promoções às vezes, basta ficar de olho. Para os mais corajosos, há também a opção de importar, e em sites como o Gamestop.com há opções de jogos novos e usados à partir de menos de 1 dólar (sério!). Já tive consoles desbloqueados e, consequentemente, um grande volume de jogos, porém isto acaba atrapalhando pois era muito jogo para pouco tempo que tinha disponível, e acabava não completando nenhum dos games da minha coleção. Com o WII, resolvi que vou investir apenas em jogos originais, o que me obriga a comprar apenas os jogos que realmente gosto e com isso consigo ir até o final deles. A coleção ficará reduzida, obviamente, mas será uma coleção de respeito com jogos originais em suas lindas embalagens. Dá gosto vê-los na prateleira =)

 

Conclusão Final

Para você que procura diversão, o Nintendo WII é o console com o melhor custo / benefício atualmente. Apesar do WII U já ter sido lançado, o valor dele ainda está bem acima do padrão que podemos pagar aqui no Brasil. O Wii é a combinação perfeita de títulos de respeito, somado à jogabilidade incrível e diversão garantida. Todos os jogos que conheço disponibilizam opção para 2 ou mais jogadores, o que permite que a família toda fique reunida se divertindo bastante. Os acessórios, apesar de comprados separadamente, também dão mais realismo aos jogos e alguns valem com certeza o investimento. O desbloqueio é simples, porém não aconselhado, visto que pode-se conseguir jogos originais a preços baixos, além de manter uma belíssima coleção em sua estante. Este é definitivamente o console que eu indico para quem quer gastar pouco e se divertir muito.

 

E você, o que achou deste post? Tem alguma experiência com alguma plataforma que queira compartilhar? Fique à vontade para postar seus comentários no formulário abaixo!

 


Publicado em Jogos, VideoGame
Volte Sempre!
Meus artigos te ajudaram de alguma forma e você não sabe como me agradecer? Que tal me pagar uma Coca-Cola bem gelada?

Sobre o autor

Me chamo Ricardo Brusch, sou programador e desenvolvedor de sistemas para internet. Também sou aspirante a escritor, e você pode ler alguns de meus contos malucos em contos.ricardobrusch.com.br.
Parceiros





Publicidade